Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb
Comunidades Virtuais - AlzheimerDoençaPesquisasLinksFórum
Parkinson
Cafeína contra a doença de Parkinson
Fonte: The Journal of Neuroscience, 15/05/2001

A xícara matinal de café pode estar dando a você muito mais do que o empurrãozinho necessário para iniciar o dia. Em estudos com camundongos, cientistas descobriram que a cafeína é capaz de prevenir a perda do sinal químico que ocorre na doença de Parkinson.

O estudo liga os efeitos da cafeína ao receptor A2A localizado nas células nervosas próximas àquelas que se degeneram na doença de Parkinson. Os receptores A2A se ligam à molécula adenosina, e são encontrados em áreas distintas do cérebro. Sua expressão é restrita às várias células que são alvos dos neurônios que se tornam defeituosos no processo da doença, a qual aflige 500 mil americanos.

A cafeína atua como um antagonista ao receptor A2A, bloqueando seu sítio de ligação, tornando-o inativo, conforme explica Michael Schwarzchild, Ph.D., neurologista do Hospital Geral de Massachusetts, Boston. Os efeitos da cafeína foram mimetizados por vários bloqueadores A2A conhecidos, bem como pela inativação genética do receptor. O estudo será publicado na edição de 15 de maio do periódico The Journal of Neuroscience.

"Esse artigo fornece base científica para o entendimento da relação inversa reportada entre o consumo de cafeína e a doença de Parkinson, apontando para um papel possível dos bloqueadores de adenosina A2A como intervenções modificadoras em potencial da doença", diz Ira Shoulson. M.D., neurologista da Universidade de Rochester.

O novo estudo com camundongos reforça os estudos populacionais recentes que indicam que a cafeína pode estar ligada à redução do risco da doença de Parkinson. "Os resultados com animais indicam a natureza neuroprotetora da cafeína, mas não a provam", diz Schwartzchild. O tempo comprovará se as informações obtidas com camundongos se reproduzirão em humanos.

A reposição de dopamina é o tratamento padrão para a doença de Parkinson atualmente. Além desse tratamento, a doença continua progredindo, freqüentemente acompanhada por efeitos colaterais motores. Os antagonistas dos receptores A2A podem aumentar a função motora e, talvez, reduzir o progresso da doença sem trazer essas complicações.


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


Últimas Notícias
marcador Será que as mães sabem quando basta?
marcador Crianças que assistem programas para adultos antecipam a atividade sexual
marcador A relação entre o sal e a hipertensão
marcador Dieta mediterrânea reduz risco de danos cognitivos
marcador Drogas para alcoolismo contêm urgência para apostadores patológicos
marcador Poluição na estrada aumenta o risco de alergia em crianças
marcador Dormir mais afeta positivamente o desempenho cognitivo
marcador Beber álcool regularmente pode diminuir risco de artrite reumatóide
marcador Crianças com baixa densidade óssea têm deficiência de vitamina D
marcador Pressão e colesterol altos podem estar associados com doença vascular da retina
marcador Drogas anti-inflamatórias não melhoram função cognitiva em idosos
marcador Atividade física previne câncer de mama em certos grupos
marcador O segredo da vida longa pode não estar nos genes
marcador Excesso de ferro pode prejudicar crianças
marcador Doenças mentais nos pais associadas a autismo nos filhos
marcador Obesidade piora o impacto da asma
+ saúde
marcador Importância da atividade física
marcador Coma um pouco de tudo e de tudo um pouco
marcador Pirâmide alimentar
marcador Soja reduz níveis de colesterol
marcador Maçã protege contra câncer e radicais livres
marcador Todos os vegetais podem prevenir câncer de próstata
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter