Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Setembro de  2003

Estimulação cerebral profunda oferece benefícios contra a doença de Parkinson
Fonte: Neurosurgery, 26/09/03

Estimulação cerebral profunda via eletrodos implantados nos dois lados do cérebro melhora notadamente as habilidade motoras dos pacientes com a doença de Parkinson em estágio avançado, afirma um novo estudo realizado por pesquisadores da University of Toronto e do Toronto Hospital.

"Observamos uma diminuição pronunciada nas pontuações das avaliações motoras associadas à doença de Parkinson - os tremores, inflexibilidade e lentidão - e esse benefício permaneceu ao longo do estudo," diz Dr. Anthony Lang, professor da divisão de neurologia na University of Toronto.

Ele e seus colegas usaram a Escala de Avaliação da Doença de Parkinson unificada (UPDRS) para avaliarem as características da doença, assim como os efeitos colaterais da medicação. Eles descobriram que as avaliações motoras diminuíram em média de 48%. "Isso é bem relevante quando comparado a outros testes de terapia para a doença de Parkinson," ele comenta.

Lang e colegas descrevem o primeiro estudo a longo prazo que acompanha a estimulação cerebral profunda sobre o núcleo subtalâmico (um dos núcleos profundos do cérebro que se localiza abaixo da área conhecida como meio do cérebro). O núcleo subtalâmico é parte do grupo que coordena os movimentos automáticos. Entre 1996 e 2001, Lang e seus colegas acompanharam 25 pacientes que tiveram eletrodos implantados na região do núcleo subtalâmico dos dois lados do cérebro; os eletrodos foram colocados debaixo da pele para funcionarem como marca-passos.

A freqüência e a intensidade do estímulo foram ajustados; os pacientes foram monitorados e avaliados antes e depois da cirurgia, enquanto tomavam ou não as medicações. Quando os pacientes não estavam tomando os medicamentos, a UPDRS - que mede as habilidades motoras e a capacidade dos pacientes de realizarem as suas atividades diárias - melhorou depois de 1 ano, diminuindo em 42%. A necessidade por medicação também diminuiu substancialmente - dosagens foram reduzidas em 38% um ano depois da cirurgia e 36% na última avaliação.

Os pesquisadores acreditam que a redução na dosagem da medicação pode também explicar parcialmente a diminuição significativa na discinesia. A discinesia - movimentos involuntários anormais - são os efeitos colaterais das medicações como a levodopa, onde os pacientes exibem os movimentos rápidos e repetitivos dos braços, pernas, pescoço e face ou mostram movimentos lentos e involuntários das mãos e pés.

"Uma das características importantes que descobrimos é não nem todos os sintomas da doença de Parkinson correspondem igualmente ao tratamento," observa Lang. "Com o tempo, os tremores, inflexibilidade e, em menor extensão, a lentidão continua a responder à cirurgia e à medicação. Mas certas características da doença, tais como a fala, a estabilidade e dificuldade com o ato de caminhar se beneficiam menos com a terapia com decorrer do tempo."

Lang avisa que o profundo estímulo do cérebro não impedirá que a doença piore, diminua o seu progresso ou previna o desenvolvimento de problemas tardios, como demência.

Todavia, ele diz que os pacientes mais jovens como aqueles do seu estudo (idade média de 57 anos na época da cirurgia) com a doença de Parkinson em estágio avançado tiveram melhora considerável na função motora de uma média de dois anos depois da cirurgia, assim como reduziu a necessidade por medicação.


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2003
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Vitaminas C e E podem aumentar efetividade da insulina
marcador Maior fluxo sangüíneo conduz a vasos mais saudáveis
marcador Medula óssea gera novos neurônios
marcador Vitamina C e peixe combatem enrijecimento das artérias[mais detalhes]
marcador Mantenha a pressão sangüínea sob controle
marcador Pesquisa esclarece o porquê das dietas ricas em proteínas ajudarem na perda de peso
marcador Estudo confirma relação entre exercício e mudanças no cérebro
marcador Chocolate é bom para o coração
marcador Déficit de sono aumenta quando se dorme menos de 6 horas
marcador Novas células cardíacas podem vir da medula óssea
marcador Usar maconha na adolescência pode resultar em déficit cognitivo
marcador Drogas anti-inflamatórias podem prevenir o câncer de mama
marcador As pessoas felizes podem ter mais imunidade ao resfriado
marcador Plantas comestíves de centros urbanos contém chumbo
marcador Exercício ao invés de dieta, pode ser a melhor defesa contra doença de coração
marcador Chocolate ultrapassa vinho tinto e chá em anti-oxidantes; pode ser uma escolha mais saudável
marcador Fazer exercício físico pode manter as células mamárias funcionando bem
marcador Pesquisa da Stanford University estabelece ligação entre o sono e a progressão do câncer
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter