Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Março de  2004

Pesquisas confirmam a validade da dieta com baixo índice glicêmico
Lancet, 28/08/2004

Um estudo animal cuidadosamente controlado propicia clara evidência de que a dieta de baixo índice glicêmico (baixo-IG) - aquela em que carboidratos são probres em açúcar ou liberam açúcar lentamente - pode conduzir à perda de peso, gordura corporal reduzida e redução dos fatores de risco para diabetes e doenças cardiovasculares.

"As descobertas do estudo devem dar ímpeto a estudos de larga escala sobre a dieta baixo-IG nos humanos", diz o autor David Ludwig, doutor, PhD e diretor do Optimal Weight for Life (OWL), um programa para crianças obesas no Children's Hospital de Boston.

Vários estudos, incluindo pequenos estudos realizados em humanos, sugeriram que as dietas de baixo-IG são benéficas. Mas por causa do projeto da pesquisa, eles observaram benefícios podiam ser decorrentes de outros aspectos da dieta, como as fibras ou a quantidade de caloria ingerida. Por essa razão, nenhum órgão de saúde ou associação de profissionais importantes consideram o índice glicêmico nas suas orientações dietéticas, diz Ludwig.

No estudo atual, ratos receberam dietas rigorosamente controladas com nutrientes equivalentes, exceto pelo tipo de amido. Ambas as dietas tinham 69% de carboidratos, mas 11 ratos foram designados aleatoriamente para receber um amido de alta-IG e 10 com um baixo-IG. As porções de alimentos foram controladas para manter o mesmo peso corporal médio nos dois grupos.

No acompanhamento, o grupo de alto-IG teve 71% de gordura corporal a mais. A gordura no grupo de alto-IG estava concentrada na parte do tronco, conferindo um formato de "maçã que se opõe ao formato de pera", diz Ludwig. ( Ter um formato de maça é um conhecido fator de risco para as doenças cardiovasculares nos humanos).

O grupo de alto-IG também teve um aumento significativamente maior da taxa de glicose no sangue e dos níveis de insulina, em um teste oral de tolerância à glicose, e apresentaram mais anormalidades nas células da ilhota do pâncreas que produz insulina, todas as transformações que ocorrem na diabetes. Finalmente, o grupo de alto-IG teve os níveis de triglicerídeos aproximadamente três vezes maior que o grupo de baixo-IG, um fator de risco para doenças cardiovasculares.

Em um outro experimento, os ratos foram designados aleatoriamente a receber uma das duas dietas e, na sétima semana, trocaram para a dieta alternativa por mais três semanas. Ratos que mudaram da dieta de baixo para alto IG apresentaram um maior aumento da glicose no sangue e insulina do que aqueles que foram trocados da dieta de alto para baixo IG. Finalmente, 24 camundongos foram escolhidos aleatoriamente para receber a dieta de baixo ou alto IG. Na nona semana, o grupo da dieta de alto-IG teve 93% a mais de gordura corporal do que aqueles da dieta de baixo-IG.

"O que o estudo mostra é que o índice glicêmico é um fator independente que pode ter efeitos dramáticos na maioria das doenças crônicas dos países desenvolvidos - obesidade, diabetes e doença de coração", diz Ludwig. "Este é o primeiro estudo que pode definitivamente identificar o índice glicêmico como um fator dietético ativo.

" Diferentemente da popular dieta Atkins, que procura minimizar a ingestão de carboidrato, a dieta de baixo-IG faz distinções entre os carboidratos. Ela evita alimentos com alto índice glicêmico, como o pão branco, cereais matinais refinados, açúcares concentrados, que são rapidamente digeridos e aumentam a taxas de glicose e insulina no sangue para níveis altos. Ao contrário, ela prioriza carboidratos que liberam açúcar mais lentamente, incluindo grãos integrais, a maioria das frutas, vegetais, nozes e legumes.

"A dieta Atkins tenta se livrar de todos os carboidratos, o que nós acreditamos ser excessivamente restritivo," diz Ludwig. "Você não precisa ir a esse extremo, basta prestar atenção às taxas de índice glicêmico e escolher os carboidartos de baixo-IG".


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2004
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Alguns medicamentos anti-hipertensivos são associados a redução dos riscos de Alzheimer
marcador Hipertensão pulmonar: viagra usado para tratar crianças seriamente doentes
marcador O consumo de chá verde e preto reduz o câncer de próstata
marcador Memória visual tem limites de armazenamento
marcador Antidepressivos não são seguros para crianças
marcador Terapia genética para repor a função de células defeituosas do coração
marcador Exercícios são bons para reverter riscos relacionados com obesidade em crianças
marcador Pesquisa proporciona a primeira evidência sólida que o estudo da música promove desenvolvimento intelectual
marcador Vestir meias de compressão elástica reduz complicações após coágulos de sangue na perna
marcador Uso de antibióticos possivelmente ligado com o risco crescente de câncer de mama
marcador Óleo de fígado de bacalhau pode retardar o aparecimento de osteoartrites
marcador Vitaminas pouco auxiliam na prevenção de recorrência de derrame
marcador Probióticos são benéficos inclusive quando inativos
marcador Disfunção erétil: perda de peso e prática de exercícios podem melhorar condição
marcador Medir a pressão sangüínea em casa melhora o controle
marcador Prática de exercícios é mais crítica do que o cálcio para os ossos de adolescentes
marcador Terapias hormonais podem oferecer benefícios às mulheres na pós-menopausa
marcador "E-pacientes" são recursos valiosos para a saúde
marcador Colesterol: casca de frutas cítricas ajudam a reduzí-lo
marcador Componente do chá verde ajuda a matar células leucêmicas
marcador Vitamina E está associada com o baixo risco de câncer de próstata
marcador Ingerir mais alimentos ricos em soja poderia diminuir a expansão do câncer de mama.
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter