Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Abril de  2005

Cientistas ajudam a explicar comportamento psicótico
Fonte: Proceedings of the National Academy of Sciences, 08/04/2005

David Grandy, Ph.D., professor associado de fisiologia e farmacologia na Oregon Health & Science University (OHSU) é co-autor de um estudo em que mostra uma relação entre a supersensibilidade à dopamina e níveis aumentados de um receptor de dopamina.

A dopamina é um neurotransmissor encontrado no cérebro que desempenha um importante papel na regulação do comportamento, motivação e recompensa, e supõe-se que o sistema dopamina seja essencial para a resposta cerebral ao abuso de drogas, especialmente opiáceos e psicoestimulantes.

A supersensibilidade à dopamina, que afeta cerca de 70% dos indivíduos com esquizofrenia, pode assumir a forma de baixa tolerância a antipsicóticos, anfetaminas e outras drogas, incluindo abuso de drogas, que desencadeia a liberação de dopamina no cérebro. A última descoberta pode algum dia levar ao desenvolvimento de terapias medicamentosas que temporariamente tragam pessoas com psicose a um estado mais normal e menos sensível que as tornem mais sensíveis ao tratamento antipsicótico.

Também pode ajudar os cientistas a descobrir formas de diminuir a atividade do receptor de dopamina D2 em indivíduos para os quais a sensibilidade à dopamina possa ser perigosa, como por exemplo pessoas com uso prolongado de drogas.

Parece que sempre que se observa supersensibilidade, você pode observar receptores de dopamina D2 de alta afinidade como forma predominante, diz Grandy, um pioneiro no estudo do sistema neurotransmissor de dopamina. Mas para você reverter a supersensibilidade mudando o status de D2, precisamos ser capaz de manipular seletivamente o sistema de tal forma que possamos conduzir o receptor de alta para baixa afinidade ou afetar sua habilidade de sinalizar eficientemente por meio de algum medicamento.

Para criar supersensibilidade à dopamina em modelos animais, os pesquisadores utilizaram camundongos criados sem o gene D2 bem como ratos tratados com PCP, álcool, anfetamina e outras drogas indutoras de dopamina.

Eles descobriram que existe um pequeno aumento na população total de receptores D2 entre os modelos animais. Os aumentos foram pequenos comparados com o salto na densidade dos receptores D2 em estado de alta afinidade.

O produto de proteína do gene receptor D2 de dopamina já é alvo para drogas antipsicóticas usadas para tratar esquizofrenia, uso abusivo prolongado de drogas e outras doenças com sintomas psicóticos. Mas os cientistas estão apenas começando a entender a cascata de eventos que permite os receptores de dopamina sinalizar que eles encontraram o neurotransmissor dopamina e se ligarem a ele.

Quanto mais entendermos sobre os receptores, suas características físicas, como eles se colocam nesse estado de alta afinidade e então sinaliza este evento no cérebro, mais próximos estaremos de melhor tratarmos e quem sabe até mesmo prevenir o desenvolvimento de psicoses", disse Grandy.


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2005
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Doença de Alzheimer: Óleo de peixe pode combater a doença
marcador Alzheimer: Pesquisadores descobrem ligação entre insulina e doença
marcador Nutrição pré-natal deficiente danifica função de células produtoras de insulina
marcador Atividade física associada com proteção à doença de Parkinson
marcador Toxoplasmose: Médicos recomendam exame em todas mulheres grávidas e recém-nascidos
marcador Alzheimer: Dieta pobre em carboidratos e poucas calorias diminui sua progressão
marcador Chá de Camomila é benéfíco à saúde
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter