Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Abril de  2005

Dieta, exercício, ambiente estimulante ajudam aprendizado de cachorros velhos
Fonte: Neurobiology of Aging, 17/01/2005

De acordo com a sabedoria popular, cachorros velhos e novos truques não são uma boa combinação. Mas um novo estudo sobre beagles descobriu que atividade física regular, estimulação mental e uma dieta rica em antioxidantes podem ajudar a manter cérebros em envelhecimento de caninos -e talvez de humanos - em excelentes condições. A pesquisa, patrocinada pelo National Institute on Aging (NIA), está entre as primeiras a examinar os efeitos combinados dessas intervenções e sugerem que dieta e exercício mental podem funcionar mais efetivamente em combinação do que isoladamente.

Durante o estudo longitudinal de dois anos, William Milgram, Ph.D., da University of Toronto, Elizabeth Head, Ph.D., e Carl Cotman, Ph.D., da University of California, Irvine e seus colegas descobriram que beagles idosos tiveram melhor desempenho em testes cognitivos e estavam mais aptos para aprender novas tarefas quando alimentados com uma dieta fortificada com abundância de frutas, vegetais e vitaminas, foram exercitados pelo menos duas vezes na semana, e tiveram a oportunidade de brincar com outros cães e uma variedade de brinquedos estimulantes.

Cachorros são um importante modelo de envelhecimento cognitivo, e essas descobertas podem ter implicações importantes para pessoas. Como humanos, cães se empenham em estratégias cognitivas complexas e têm uma estrutura cerebral mais complicada do que muitos outros animais. Cães também processam os nutrientes de maneira similar aos humanos. E como as pessoas, os cachorros são suscetíveis a declínios relacionados a idade no aprendizado e na memória, e podem desenvolver neuropatologia similar à doença de Alzheimer.

"Esta pesquisa traz uma nota de otimismo no sentido de que existem coisas que nós podemos fazer que podem melhorar significativamente a nossa saúde cognitiva. Embora cada fator sozinho tenha sido capaz de aperfeiçoar a função cognitiva em animais mais velhos, a combinação foi aditiva, apontando para um estilo de vida saudável como o caminho mais benéfico" disse Molly Wagster, PhD, diretora do programa da NIA's Neuropsychology of Aging Branch..

Para o estudo, os pesquisadores dividiram 48 beagles idosos (idades de 7 a 11 anos) em quatro grupos. Um grupo foi alimentado com uma dieta normal e recebeu um cuidado padronizado; um segundo grupo recebeu cuidado padronizado mas foi alimentado com uma dieta antioxidatante fortificada, consistindo em alimento padronizado para cães suplementada com tomates, grânulos de cenoura, polpa cítrica, flocos de espinafre, o equivalente a 800 UIs de vitamina E, 20 miligramas por quilo de vitamina C, e dois co-fatores mitocondriais-ácido lipóico e carnitina; o terceiro foi alimentado com dieta regular, mas seu ambiente foi enriquecido (exercício regular, socialização com outros cachorros, e acesso a novos brinquedos); o quarto grupo recebeu uma combinação de dieta antioxidante bem como enriquecimento das condições ambientais. Além disso, um grupo de 17 cachorros jovens (idades de 1 a 3 anos) foi dividido em dois grupos, um alimentado com uma dieta normal e o outro com uma dieta antioxidante fortificada.

As frutas e os vegetais adicionados à dieta antioxidante fortificada foi o equivalente ao aumento de consumo de 3 porções para 5 ou 6 porções diárias. Pesquisa anterior sugeriu que os antioxidantes poderiam reduzir o dano do radical livre nos neurônios no cérebro, o qual os cientistas acreditam estar envolvido com problemas de aprendizagem e de memória associados à idade. O cofator mitocondrial pode ajudar os neurônios a funcionar mais eficientemente. Outros estudos sugerem que estimular o ambiente melhora a capacidade de aprendizado, induz mudanças benéficas na estrutura celular, pode ajudar o cérebro a produzir novos neurônios e aumenta a resistência dos neurônios a ferimentos. À medida que o estudo progrediu, os pesquisadores testaram os cachorros com uma série de problemas de aprendizado de dificuldade crescente.

De um modo geral, os cachorros mais velhos no grupo de intervenção combinado tiveram o melhor desempenho, superando os cachorros no grupo de controle (dieta padronizada, cuidado padronizado), bem como aqueles que receberam ou dieta anti oxidante ou enriquecimento do ambiente. Porém beagles idosos que receberam pelo menos uma dessas intervenções também ftiveram melhor desempenho que o grupo de controle. Por exemplo, todos os 12 beagles no grupo de intervenção combinada foram capazes de resolver os problemas de aprendizado reverso . Em comparação, 8 dos 12 cães que receberam a dieta antioxidante sem enriquecimento ambiental e 8 de 10 que receberam enriquecimento ambiental sem a dieta antioxidante resolveram o problema. Apenas 2 dos 8 cachorros velhos no grupo de controle foram capazes de fazer esta tarefa. Intervenção dietética nos cachorros novos não teve efeito.

"A combinação de uma dieta antioxidante e muita estimulação cognitiva - que é quase o equivalente a ir à escola todos os dias - realmente aperfeiçoaram a função cerebral nesses animais," disse Dr. Head. "Nós estamos excitados com essas descobertas porque as intervenções são relativamente simples e podem ser facilmente traduzidas dentro da prática clínica para pessoas".


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2005
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Doença de Alzheimer: Óleo de peixe pode combater a doença
marcador Alzheimer: Pesquisadores descobrem ligação entre insulina e doença
marcador Nutrição pré-natal deficiente danifica função de células produtoras de insulina
marcador Atividade física associada com proteção à doença de Parkinson
marcador Toxoplasmose: Médicos recomendam exame em todas mulheres grávidas e recém-nascidos
marcador Alzheimer: Dieta pobre em carboidratos e poucas calorias diminui sua progressão
marcador Chá de Camomila é benéfíco à saúde
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter