Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Maio 2008

Excesso de ferro pode prejudicar crianças
Fonte: Pediatric Academic Societies Annual Meeting, 05/05/2008

Um novo estudo sugere que ferro extra para crianças que não necessitam dele pode atrasar o desenvolvimento - resultados que estimulam o debate sobre níveis de suplemento ótimos de ferro e que poderiam ter grandes implicações na formulação do leite do bebê e alimentos industriais.

"Resultados de 25 anos de pesquisa mostram problemas com a falta de ferro. Para nós, este resultado foi realmente inesperado," disse Dra. Betsy Lozoff, University of Michigan, professora pesquisadora no Center for Human Growth and Development, e principal investigadora do estudo.

Fórmulas infantis americanas tipicamente vêm fortificadas com 12mg/l de ferro para prevenir anemia por deficiência de ferro. A Europa geralmente usa uma quantidade menor.

Em crianças, a anemia por deficiência de ferro está associada com um desenvolvimento insatisfatório e durante a gravidez ela contribui com a anemia nas mães, contribuindo para nascimento prematuro, peso baixo no nascimento e outras complicações.

O estudo com 494 crianças chilenas mostrou que aquelas que receberam a fórmula fortificada com 12 mg de ferro na infância, aos 10 anos tiveram desenvolvimento cognitivo e visual-motor menor do que daquelas que receberam uma formulação com menor quantidade de ferro.

Lozoff enfatizou que a maioria das crianças que receberam a fórmula de 12 mg não mostraram pontuações menores. Mas os 5% da amostra com os níveis mais altos de hemoglobina aos seis meses de idade apresentaram os piores resultados. Nosso organismo precisa de ferro para produzir hemoglobina, uma substância nas células vermelhas do sangue que as possibilita carregar oxigênio. Hemoglobina alta geralmente indica ferro suficiente.

Crianças afetadas adversamente tiveram uma média de11 pontos a menos no QI e 12 pontos a menos na integração visual-motora, na média; a pontuação total média em ambos os testes foi 100. Um padrão similar foi observado para memória espacial e outras medidas visuais motoras.

Lozoff notou que não eram muitas as crianças no Chile que tinham níveis altos de hemoglobina já que não havia programa de fortificação de ferro mas nos EUA, mais de 5% das crianças americanas podem ter níveis altos de hemoglobina no início da infância.

Nesse estudo aleatório, crianças saudáveis sem anemia por deficiência de ferro receberam tanto fórmula de 12mg como de 2,3 mg entre 6 a 12 meses e foram acompanhadas por 10 anos.

O próximo passo é testar novamente os participantes aos 16 anos, disse Lozoff.

O leite materno contém o ferro que o bebê precisa para o período entre os quatro e seis meses, disse Lozoff. Outras fontes importantes de ferro para bebês incluem fórmulas infantis fortificadas com ferro, pastilhas de ferro e carne.

As crianças normalmente não fazem exames para verificar os níveis de hemoglobina ou ferro antes de 9-12 meses. Poderia ser prematuro recomendar um teste mais cedo ou evitar o suplemento de ferro baseado nos resultados do estudo, disse Lozoff. Ela espera que os pais estejam atentos, mas enfatiza que os resultados devem ser reproduzidos em outros estudos. "Neste momento, não há base para mudar a prática, mas é realmente importante que continuemos a pesquisa sobre este assunto," disse ela.


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2008
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

+ notícias
marcador Ingestão de ovo na gravidez afeta o risco de câncer de mama da prole
marcador O "colesterol bom" não é tão bom assim
marcador Açúcar no sangue está associado ao envelhecimento cognitivo
marcador O segredo da vida longa pode não estar nos genes
marcador Vinho pode proteger contra a demência
marcador Benefícios da exposição moderada ao sol superam riscos de câncer de pele em algumas populações
marcador Poluição ambiental e diabetes podem estar associados
marcador Aveia é saudável
marcador Exercício reduz ansiedade, estresse e depressão na menopausa
marcador Exercícios melhoram sintomas em pacientes com artrite
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter